Low-code BPM
| |

Low-code BPM? Entenda qual é a relação entre o low-code e o BPM

Você tem escutado muito o termo low-code por aí? Pois é, existe um movimento crescente de organizações que estão buscando soluções low-code. Você sabe por quê? Um dos maiores motivos é porque plataformas low-code estão democratizando o desenvolvimento de softwares e/ou aplicativos, pois permitem esse desenvolvimento com pouco ou nenhuma linguagem de programação. Mas, o que isso tem a ver com BPM (Business Process Management)? 



Era digital e hiperconectada

Sabemos que já estamos em uma era digital e hiperconectada, não é mesmo? Nesse sentido, a automatização é inevitável. As organizações precisam surfar essa onda para não ficar para  trás. Além disso, a automatização de processos de negócios é uma das melhores maneiras para você aumentar a produtividade da sua empresa, escalar seu negócio, melhorar a rotina do dia a dia, entre outros. 

Ao contextualizarmos essa situação, vemos que existem inúmeras ferramentas de automatização de processos no mercado. Porém, algumas delas exigem o conhecimento técnico de programadores para a implementação. Você já esteve em algum projeto deste tipo na sua empresa? Implementar uma ferramenta nova com uma demanda gigante para a TI. Uma “bronca”, não é mesmo?

Low-code e BPM

Frente a isso, é resolvendo essa “bronca” que o low-code entra. A relação low-code e BPM está na democratização do desenvolvimento de softwares. Ou seja, low-code BPM torna acessível para qualquer pessoa a automatização de processos. 

Conte mais sobre isso…

Gostou, não é mesmo? Então vamos falar mais sobre isso. 

As ferramentas low-code estão permitindo que pessoas, que não possuem conhecimento técnico de programação, modelem e automatizem processos. Isso é possível porque a interação dessas ferramentas se aproxima das coisas simples do nosso dia a dia. A partir de modelos de fluxo de processos, elementos com função de arrastar e soltar, conectores e recursos visuais. Tudo isso de uma forma muito intuitiva.

Depoimento sobre low code
Usuária do Zeev, software low-code

Então, uma plataforma low-code BPM é a combinação de ferramentas de desenvolvimento de pouco código com recursos de gerenciamento de processos de negócios. Sendo assim, os usuários podem criar e implantar softwares de forma simples e rápida para acelerar a automatização dos processos.

Acessível para qualquer pessoa

Essa acessibilidade permite que a velocidade do negócio aumente. Você sabe por quê? Por que você se torna independente. Isso mesmo, você deixa de depender da TI para o desenvolvimento de tarefas comuns. De modo que você passa a otimizar seus processos e aumentar sua produtividade, sozinho. 

Com isso, você ajuda a diminuir o backlog da área de TI. Quer saber como? Nosso Head de Produtos e referência em low-code no Brasil, Rafael Bortolini comentou em uma matéria do Chanel 360 como as plataformas low-code podem sem uma boa alternativa para a TI.

Quais são os principais recursos que  uma ferramenta low-code BPM deve oferecer?

Veja só, um low-code BPM pode oferecer diversos recursos. Mas, resolvi destacar 5 para você:

  • Autonomia: Destaquei este primeiro por ser um dos mais importantes. Você deve ter autonomia para automatizar os processos de negócio da sua empresa;
  • Ferramentas com interface visual: Como já falamos acima, a facilidade que o low-code BPM trás está diretamente relacionada com a interface visual, que permite que qualquer pessoa consiga criar softwares;
  • Escalabilidade: De modo geral, as ferramentas low-code devem ser escalonáveis. De modo que permita que a solução cresça junto com a empresa;
  • Funcionalidades prontas: Algumas ferramentas de low-code BPM trazem funcionalidades que eliminam a necessidade de você construir os principais módulos de um aplicativo, do zero. Ou seja, algumas ferramentas já possuem os módulos e funcionalidades pré-configuradas.
  • Controle de relatórios: Criar e controlar relatórios nunca foi tão simples! O low-code BPM permite que você crie e relatórios sem a necessidade de códigos. Ou seja, o controle está na suas mãos. Você pode rastrear indicadores importantes, por exemplo.

Vamos pensar em um exemplo prático para entender os benefícios do low-code BPM?

Eu, Kymberli, trabalho no contas a receber. Estou tendo pesadelos com o processo de pagamento de fornecedores. Eu queria muito que esse processo tivesse um padrão, fosse mais automático. Queria que a TI fizesse para mim um processo automático para o lançamento de notas e aprovação para pagamento. Mas, eles não tem tempo para me ajudar com isso.

Depois do que conversamos anteriormente, qual seria a melhor maneira de resolver meu problema?

1 – Contratar mais pessoas para a TI, pois precisamos de mais capacidade para a alta demanda que temos. 

2 – Uma ferramenta de automatização de processos low-code, para que eu pudesse otimizar o processo sozinha?

A opção 2 é a melhor, não é mesmo? Por que não é só a Kymberli que está querendo automatizar um processo. São várias pessoas e todas elas na fila da TI. 

Então, se interessou pelo low-code, não é mesmo? Vou deixar aqui um texto, que a Thyelli escreveu, onde há tudo que você precisa saber sobre plataformas low-code. Além disso, vou te deixar um vídeo de, aproximadamente 13 minutos, em que a Bruna vai te dar mais motivos para você se interessar por ferramentas low-code.

Até o próximo conteúdo,

Stories

Mais de Low Code

mulher apontando para o assunto do post: a diferença entre low-code e no-code

Low-code e No-code: quais são as principais diferenças e vantagens

Primeiramente, com o crescente desenvolvimento da tecnologia na atualidade, podemos perceber o surgimento de aplicações cada vez mais eficientes. Essas aplicações, além de tornar as atividades de TI mais enxutas, permitem que outras pessoas também utilizem dessas tecnologias. Um exemplo a citar disso são as plataformas Low-Code e No-Code. No entanto, apesar de serem conceitos bastante…

Como eu, que não sou de TI, criei soluções e aplicativos de processos?

Como eu, que não sou de TI, criei soluções e aplicativos de processos?

Recentemente, aqui no blog, a Bruna escreveu um texto fantástico sobre quem utiliza low-code para criar softwares. Esse texto dela fala que todo mundo pode criar um software, que todo mundo é um criador! Então, baseado nisso, eu vim aqui para contar a minha experiência de como utilizar o low-code! Para mostrar que realmente, todo…

Ferramenta BPM: 6 ferramentas para gestão de processos

Ferramenta BPM: 6 ferramentas para gestão de processos

Já sabemos que o BPM (Business Process Management – Gerenciamento de Processos de Negócios) é uma prática mundialmente adotada por organizações, de todos os tamanhos. E muitas ferramentas utilizam tecnologia para pôr isso em prática. Ou seja, utilizam ferramentas que permitem a modelagem dos processos de negócio da empresa. Dito isso, neste post vou compartilhar…

Porque Zeev é low-code

Por que Zeev é low-code?

Este texto é para explicar por que o Zeev é low-code. Vou contar para você isto e trazer também um exemplo de como ele funciona na prática! E como ele pode facilitar a sua rotina de trabalho e a da sua empresa.  O Low-code Sabemos que existem dois tipos de plataformas que vem ganhando cada…

Artigos Similares

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

A Zeev coleta, via cookies, dados essenciais para o funcionamento do site e métricas de acesso. Saiba Mais.

Blockchain: o que é e como funciona essa tecnologia? 5 plataformas Low-Code que vão revolucionar sua empresa