Low-code: tudo que você precisa saber sobre esse movimento tecnológico

Low-code é um movimento tecnológico e social que facilita e acelera o desenvolvimento de aplicativos por pessoas que não são necessariamente da área técnica de TI.  As ferramentas low-code permitem que os aplicativos sejam desenvolvidos com pouco ou nenhum conhecimento de linguagem de programação. Além disso, os softwares low-code podem ser totalmente customizados, sendo uma maneira prática de desenvolver novas aplicações que sejam aderentes à sua necessidade específica.

Afinal de contas, o que é low-code?

O low-code é um movimento social e tecnológico que cresce significativamente ao redor do mundo. Ele promove a democratização do desenvolvimento de soluções tecnológicas, pois oportunizam que os softwares ou aplicativos sejam desenvolvidos com maior agilidade e não exigindo conhecimentos específicos profundos em linguagem de programação para o seu desenvolvimento.

Vamos entender um pouco mais sobre essas plataformas?

As plataformas para a criação de aplicações low-code, conhecidas como LCAP (Low-code applications plataforms), oferecem ganhos de produtividade bastante atraentes para o desenvolvimento do seu negócio. Além disso, elas trazem benefícios na velocidade de entrega e no desenvolvimento de profissionais.

O surgimento das plataformas low-code veio para revolucionar o mercado de desenvolvimento de softwares. Ou seja, ter uma plataforma dessas para desenvolver seus softwares e as suas soluções significa ter um aliado nos ganhos em escala do seu negócio. Você opera com segurança e agrega valor a sua empresa! Além disso, as plataformas low-code trazem recursos bastante relevantes:

  • Maior segurança e escalabilidade;
  • Maior independência das áreas;
  • Desenvolvimento com maior facilidade e velocidade;
  • Interfaces de arrastar e soltar;
  • Modelagem visual de aplicativos

Um ponto importante de mencionar é que, de acordo com a previsão do Gartner, os aplicativos desenvolvidos com plataformas low-code serão responsáveis por 65% do desenvolvimento de soluções até 2024. E o que isso significa? Que a maioria dos aplicativos criados até 2024 serão desenvolvidos usando plataformas que fornecem programações “prontas”.

Plataformas low-code e no-code: qual a diferença?

Nesse sentido, vamos entender qual a diferença entre as plataformas low-code e no-code? Vou começar falando um pouco sobre os softwares low-code. 

Eles permitem que os aplicativos sejam totalmente customizados e com uma quantidade de programação mínima. Elas contam com diversas soluções que estão prontas para serem utilizadas pelos desenvolvedores, e isso acelera o desenvolvimento do software. 

E, mesmo que os softwares low-code ainda necessitem de alguém que tenha algum pouco conhecimento em programação, ainda assim são mais rápidos e baratos do que antes. Fazer o uso deste tipo de software gera autonomia e traz velocidade para o negócio. Alguns exemplos de plataformas low-code: Salesforce, Zoho e Zeev.

No code

Já as plataformas no-code são aquelas que levam o conceito de low-code para outro nível, permitindo que, literalmente, qualquer pessoa possa desenvolver as soluções que necessitam sem nenhum conhecimento em programação. Eles propiciam que qualquer pessoa, até mesmo as sem nenhum conhecimento técnico, customizem os seus processos de negócios, dashboards, etc. Alguns exemplos de plataformas no-code: Pipedrive e Airtable.

Ah, tem um lado divertido nisso que também é legal de falar. Essas plataformas também permitem que alguns tipos de jogos sejam criados, sem a necessidade de qualquer linguagem de programação. 

Atualmente, tanto os softwares low-code quanto os no-code são frequentemente agrupados na categoria low-code. Mas é importante ressaltar que a tendência é que os softwares no-code surjam com a sua própria força e categoria de mercado nos próximos anos.

Porque escolher uma plataforma low-code?

Com a aceleração dos negócios digitais, os líderes das áreas de TI vêm sofrendo cada vez mais pressão para aumentarem a velocidade de retorno e de entrega de soluções e aplicativos. Além de haver um aumento significativo por demandas e soluções customizadas surgindo de todos os lados. 

O que isso gerou? Uma necessidade emergencial de que existam desenvolvedores fora das áreas de TI. As pesquisado do Gartner já apontam que em média 41% dos funcionários fora da área de TI customizam e constroem suas próprias soluções tecnológicas. E a previsão é desse número aumentar até 2025, onde metade dos clientes de low-code serão de fora da área de TI. 

Low-code veio para desafogar a área da TI

Então, caro leitor, eu pergunto: como está o volume de trabalho do seu departamento de TI? Geralmente essa é uma área que possuí grandes projetos que demandam tempo e energia. 

Assim, partindo desta reflexão, um dos grandes motivos para se escolher adotar uma plataforma low-code é que você pode ter uma velocidade maior para desenvolver  aplicativos, sem entrar na fila de TI para que seu sistema seja desenvolvido.

Ferramenta na prática

Você gostaria de ver uma ferramenta low-code na prática? Então vou deixar aqui embaixo um webinar sensacional, que mostra como uma ferramenta low-code de gestão de processos pode ser um aliado diário na sua empresa!

Quais os benefícios deste tipo de plataforma? 

Agora que você sabe o que é uma plataforma low-code, acho legal elencar aqui apenas alguns benefícios que ela pode trazer para o seu negócio! Vamos ver?

  • Flexibilidade: por ser um sistema modular, existe uma maior facilidade e agilidade para desenvolver o software que vai te atender. Além disso, existe uma maior tranquilidade para a adaptação dos usuários, porque os elementos já vêm prontos. Sendo assim, podem ser mais intuitivos. 
  • Autonomia: como não é necessário conhecer linguagem de programação, essas plataformas trazem autonomia para os usuários desenvolverem as suas aplicações. 
  • Adaptabilidade: é possível desenvolver soluções para todos os tipos de negócio, de acordo com cada necessidade. As plataformas low-code permitem que qualquer colaborador seja capaz de modelar soluções para melhorar a sua rotina. 
  • Um mundo de possibilidades: nem sempre é possível ter um desenvolvedor de soluções no seu time. Por isso, as plataformas low-code vieram para trazer mais possibilidades para as organizações, podendo customizar e criar seus próprios produtos. 

Não é apenas sonho. Conheça na prática!

Você já deve ter percebido que plataformas low-code são uma tendência no mundo de negócios, não é mesmo? Elas trouxeram com elas um mundo de possibilidades. Conseguiram tornar o desenvolvimento de softwares e de aplicativos mais acessível para todas as pessoas.

Nós, aqui da Zeev, estamos totalmente conectados com as novas tendências mundiais e sempre à frente no quesito tecnologia. Sabe por quê?  O Zeev e o Zeev docs permitem que qualquer pessoa tenha o superpoder de criar softwares.

Espero que tenham gostado! Até mais! 

Thyelli Kataguire

View posts by Thyelli Kataguire
Meu nome é Thyelli Kataguire. Sou Engenheira de Produção, formada pela UNISINOS, com pós-graduação em Logística e Distribuição pela Fundação Instituto de Administração - FIA. Atuo na Zeev como Especialista em Projetos Estratégicos e tenho sólidas experiências profissionais na área de logística, tanto no e-commerce quanto na indústria. Já passei por empresas como Dell, Braskem, Privalia e MCassab. Similar a logística, sou apaixonada por movimentação. Tudo o que é dinâmico me motiva. E quando se trata de transformação de processos? Motiva mais ainda!