quadrante mágico do gartner
|

O que você precisa saber sobre o Quadrante Mágico do Gartner

Gartner é uma grande empresa de consultoria que produz diversos relatórios, embasados em pesquisas, sobre tecnologia e negócios. Então, o que é este Quadrante Mágico do Gartner? É uma ferramenta, um gráfico de dispersão, que mostra o posicionamento competitivo de empresas de tecnologia frente a um determinado assunto. Hoje, falaremos sobre o Quadrante Mágico do Gartner para plataformas de aplicativos low-code (pouco código). 



O que é o quadrante mágico do Gartner?

O Instituto Gartner, anualmente, fornece pesquisas para o mercado de tecnologia. O Quadrante Mágico do Gartner é uma delas. O Quadrante Mágico mostra, de forma gráfica, uma visão sobre quais são as empresas líderes, as visionários, as players de nicho (jogadores de nicho) e as desafiantes do segmento em questão. Neste caso, plataformas de desenvolvimento low-code. Veja só:

Agora, quero falar para você sobre cada um desses quadrantes. Assim, você entenderá melhor por que o Quadrante Mágico do Gartner é tão importante para as empresas.

Líderes

As empresas líderes são as que direcionam/ditam as regras dentro do seu segmento. Pois são as empresas que possuem tecnologias mais avançadas e compreendem plenamente as necessidades do mercado. 

Visionários

Os visionários são as empresas que já conseguiram entender para onde o mercado está indo, ou seja, já possuem uma visão das regras do mercado. Porém, ainda não possuem habilidade para executá-las.

Players de nicho

Os players de nicho são as empresas que possuem a menor completude da visão de inovação e menor habilidade para executar em maior abrangência. Ou seja, são empresas que focam em um pequeno nicho com determinadas caraterísticas, de modo que consigam obter sucesso e se diferenciar neste nicho específico. 

Desafiantes

Os desafiantes, conforme podemos identificar no quadro, possuem habilidade para executar as suas estratégias. Porém, não possuem completude de visão, ou seja, não compreendem muito bem para onde o mercado está indo. 

Quais são os critérios de avaliação?

Bom, conforme traduzi na imagem acima, o quadrante mágico está dividido em dois eixos: habilidade para executar sua estratégia e completude da visão em relação ao mercado de tecnologia em questão. 

Para definir o posicionamento de cada empresa, Gartner possui 15 critérios. Sendo assim, para definir o posicionamento no eixo y, habilidade para executar, são avaliados os seguintes critérios:

  • Produto e/ou Serviço
  • Viabilidade geral
  • Preço e/ou vendas
  • Capacidade de resposta ao mercado
  • Execução de marketing
  • Experiência do cliente
  • Operações 

Por outro lado, no eixo x, completude da visão, são avaliados outros critérios. Vou mostrar para você: 

  • Entendimento do mercado
  • Estratégia de marketing
  • Estratégia de vendas
  • Estratégia de oferta de produto/serviço
  • Modelo de negócios
  • Estratégia vertical
  • Inovação
  • Estratégia geográfica

Além disso, o relatório apresentado pela Gartner fornece uma descrição sobre cada empresa que foi incluída no quadrante mágico. Mostrando também os pontos fortes e os pontos de atenção para cada empresa. 

Por que as empresas ficam atentas ao Quadrante Mágico do Gartner?

Agora que eu já te expliquei sobre a estrutura do quadrante, vamos falar um pouquinho sobre a importância deste relatório para as empresas. 

Veja só, o Quadrante Mágico fornece insights para as organizações tomarem decisões mais inteligentes no cenário de tecnologias. Por exemplo, no cenário low-code. Mas, isso não se aplica apenas a quem quer investir nessas tecnologias, ou seja, quem é o comprador do produto final. Como, também, para empresas que não foram citadas no relatório mas querem melhorar sua estratégia e identificar oportunidades.  

O Quadrante Mágico é a representação gráfica do movimento do mercado tecnológico, mostrando quais são as empresas que estão se destacando no mercado. E de que modo elas fazem isso, ou seja, como eles estão se posicionando como competidores. Além disso, como já contei para você, o relatório disponibiliza os pontos fortes e os pontos de atenção das empresas ali listadas. Sendo assim, outras empresas têm a oportunidade de identificar melhorias para seu desenvolvimento e estratégias. Bem legal, não é mesmo?

Agora, vou compartilhar com você o link do relatório do Quadrante Mágico do Gartner para plataformas Low-code, Magic Quadrant for Enterprise Low-Code Application Platforms. Depois me conta o que achou.

Antes de me despedir….

Espero que você tenha gostado do blogpost e que tenha te ajudado a compreender de que forma o Quadrante Mágico do Gartner é importante para mapear as oportunidades no mercado de tecnologia. Mas, qualquer dúvida, estamos sempre à disposição.

Um abraço e até o próximo conteúdo!

Stories

Mais de Low Code

mulher apontando para o assunto do post: a diferença entre low-code e no-code

Low-code e No-code: quais são as principais diferenças e vantagens

Primeiramente, com o crescente desenvolvimento da tecnologia na atualidade, podemos perceber o surgimento de aplicações cada vez mais eficientes. Essas aplicações, além de tornar as atividades de TI mais enxutas, permitem que outras pessoas também utilizem dessas tecnologias. Um exemplo a citar disso são as plataformas Low-Code e No-Code. No entanto, apesar de serem conceitos bastante…

Como eu, que não sou de TI, criei soluções e aplicativos de processos?

Como eu, que não sou de TI, criei soluções e aplicativos de processos?

Recentemente, aqui no blog, a Bruna escreveu um texto fantástico sobre quem utiliza low-code para criar softwares. Esse texto dela fala que todo mundo pode criar um software, que todo mundo é um criador! Então, baseado nisso, eu vim aqui para contar a minha experiência de como utilizar o low-code! Para mostrar que realmente, todo…

Ferramenta BPM: 6 ferramentas para gestão de processos

Ferramenta BPM: 6 ferramentas para gestão de processos

Já sabemos que o BPM (Business Process Management – Gerenciamento de Processos de Negócios) é uma prática mundialmente adotada por organizações, de todos os tamanhos. E muitas ferramentas utilizam tecnologia para pôr isso em prática. Ou seja, utilizam ferramentas que permitem a modelagem dos processos de negócio da empresa. Dito isso, neste post vou compartilhar…

Porque Zeev é low-code

Por que Zeev é low-code?

Este texto é para explicar por que o Zeev é low-code. Vou contar para você isto e trazer também um exemplo de como ele funciona na prática! E como ele pode facilitar a sua rotina de trabalho e a da sua empresa.  O Low-code Sabemos que existem dois tipos de plataformas que vem ganhando cada…

Artigos Similares

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

A Zeev coleta, via cookies, dados essenciais para o funcionamento do site e métricas de acesso. Saiba Mais.

Blockchain: o que é e como funciona essa tecnologia? 5 plataformas Low-Code que vão revolucionar sua empresa