o que é professional developer
|

O que é Professional Developer?

O professional developer ou, em português, desenvolvedor profissional é um profissional com conhecimento técnico especializado em desenvolvimento de soluções em software. Atualmente esse profissional está sendo muito buscado pelas organizações, tanto que há falta de profissionais de TI no mundo todo. Inclusive no Brasil.



O que é Professional Developer?

Bom, antes de entrar neste assunto. Se você ainda não ouviu falar sobre o movimento low-code, você não pode deixar de ler o nosso texto sobre o assunto. Eu garanto que este conteúdo é importante para você. Aliás, todo mundo tem que conhecer o low-code.

O que é low-code?

Bom, agora que você já sabe o que é low-code, posso te contar o que e quem é o professional developer neste movimento tecnológico e social que está acontecendo no mundo.

Quem é o professional developer no mundo low-code?

O desenvolver profissional é quem irá ajudar o desenvolvedor cidadão em atividades técnicas que envolvam codificação. Nem todo o projeto necessita de um desenvolvedor profissional, pois nem toda solução criada em uma plataforma low-code terá requisitos técnicos que envolvam a programação de códigos.

Porém, o papel do professional developer vai ser muito mais importante. Ele poderá se dedicar às soluções complexas para organização. Não sei se é o caso da sua empresa, mas eu consigo me lembrar de inúmeros projetos de TI, que eram gigantes e não andavam. Estavam sempre atrasados. A TI recebe muita demanda, é literalmente o coração da empresa, sendo assim, a fila de projetos é extensa e muitas vezes com atraso.

Com o advento do low-code, o professional developer “se libera” de projetos mais simples, quando o citizen developer (desenvolvedor cidadão) entra em ação e libera essas demandas. Assim, o foco do professional developer estará em soluções mais complexas e que entregarão grandes resultados.

Professional Developer x Citizen Developer

O Professional Developer e o Citizen Developer são os dois profissionais do futuro. Eles surgiram com o movimento low-code. Quer saber um pouco mais sobre a diferença entre eles? Vou deixar para você um vídeo de aproximadamente 4 minutos, que explica.

Quem era o professional developer fora do mundo low-code

Antigamente, o professional developer era o desenvolvedor de TI. Lembram-se dos tempos em que havia apenas a opção de desenvolvimento tradicional, quando para desenvolver uma solução de software ou aplicativo eram necessárias milhares de linhas de código? Aquele profissional que tinha o conhecimento técnico para este desenvolvimento, ficava horas em cima dessas linhas de código para entregar as soluções solicitadas pelas áreas de negócio.

Além disso, o professional developer fora do mundo low-code, tinha que atender a pedidos de várias áreas. Mas, estando tão perto mas ao mesmo tempo tão longe das áreas de negócio, ele não conseguia, muitas vezes, entender a fundo o que era necessário nas solicitações. E começava aquele vai e volta de informações, protótipos… Eu não sou da área de Ti, mas eu imagino o quanto é difícil desenvolver uma solução para um problema que você não enfrenta no dia a dia.

No fim, o desenvolvedor escuta: “Não era bem isso que eu pedi”.

O movimento de professional developers no mundo low-code já é uma realidade?

Sim, já é uma realidade. Primeiro, pela necessidade das empresas. Há diversos estudos que enfatizam a falta de profissionais técnicos da área. Atualmente, há profissionais brasileiros que estão deixando o mercado de trabalho daqui para trabalhar em empresas do exterior, sem precisar sair de casa.

Demanda por profissionais de tecnologia

Já temos um déficit de mão de obra especializada em TI. Hoje, são entre 30 e 40 mil vagas por ano que não são preenchidas. Além disso, conforme a entrevista da Assespro ao Poder360, há uma expectativa de que 500 mil vagas sejam abertas até 2024 no setor de tecnologia.

Por isso, o movimento low-code vem como um forte apoio para a área e já é uma realidade para muitas empresas. As empresas precisam inovar, poder diminuir a demanda da TI para que essa inovação seja alcançada é uma excelente estratégia. Ou seja, o citizen developer desenvolve soluções simples e quando necessita de apoio técnico, chama a TI. Esta, por sua vez, consegue investir sem tempo no desenvolvimento de soluções mais estratégicas para a empresa.

O cenário de tecnologia já mudou

Tanto em pesquisas quanto na mídia já observamos os números expressivos relacionados à tecnologia low-code.

Inclusive, a Revista Exame já trouxe uma matéria destacando as vantagens do desenvolvimento com low-code. Ficou curioso? Veja a matéria:

Exame: Acelere o desenvolvimento com low code: veja 4 vantagens

Em 2020, a Consultoria Gartner já apontava que, em 2025, 70% das aplicações desenvolvidas para grandes empresas irão utilizar tecnologias low-code ou no-code. No passado, mais precisamente em 2020, eram 25%. Ou seja, as empresas e os profissionais terão que se adaptar.

Mas, deixei o melhor para o final: Com o uso do low-code pelos professional developers, o desenvolvimento de soluções pode ser acelerado em até 10 vezes! Incrível, não é mesmo? O futuro da TI é o low-code.

Até o próximo conteúdo,

Stories

Mais de Low Code

mulher apontando para o assunto do post: a diferença entre low-code e no-code

Low-code e No-code: quais são as principais diferenças e vantagens

Primeiramente, com o crescente desenvolvimento da tecnologia na atualidade, podemos perceber o surgimento de aplicações cada vez mais eficientes. Essas aplicações, além de tornar as atividades de TI mais enxutas, permitem que outras pessoas também utilizem dessas tecnologias. Um exemplo a citar disso são as plataformas Low-Code e No-Code. No entanto, apesar de serem conceitos bastante…

Como eu, que não sou de TI, criei soluções e aplicativos de processos?

Como eu, que não sou de TI, criei soluções e aplicativos de processos?

Recentemente, aqui no blog, a Bruna escreveu um texto fantástico sobre quem utiliza low-code para criar softwares. Esse texto dela fala que todo mundo pode criar um software, que todo mundo é um criador! Então, baseado nisso, eu vim aqui para contar a minha experiência de como utilizar o low-code! Para mostrar que realmente, todo…

Ferramenta BPM: 6 ferramentas para gestão de processos

Ferramenta BPM: 6 ferramentas para gestão de processos

Já sabemos que o BPM (Business Process Management – Gerenciamento de Processos de Negócios) é uma prática mundialmente adotada por organizações, de todos os tamanhos. E muitas ferramentas utilizam tecnologia para pôr isso em prática. Ou seja, utilizam ferramentas que permitem a modelagem dos processos de negócio da empresa. Dito isso, neste post vou compartilhar…

Porque Zeev é low-code

Por que Zeev é low-code?

Este texto é para explicar por que o Zeev é low-code. Vou contar para você isto e trazer também um exemplo de como ele funciona na prática! E como ele pode facilitar a sua rotina de trabalho e a da sua empresa.  O Low-code Sabemos que existem dois tipos de plataformas que vem ganhando cada…

Artigos Similares

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

A Zeev coleta, via cookies, dados essenciais para o funcionamento do site e métricas de acesso. Saiba Mais.

Blockchain: o que é e como funciona essa tecnologia? 5 plataformas Low-Code que vão revolucionar sua empresa