O que é Citizen Developer?

Citizen Developer ou ainda desenvolvedor cidadão é um termo que surgiu para denominar a classificação de desenvolvimento de softwares por pessoas que não são desenvolvedoras. Ou seja, são usuários de negócio que criam softwares e aplicativos sem ter a formação técnica na área da TI.

Ou seja, o software sem código permite que qualquer pessoa crie produtos 10 vezes mais rápido do que com o desenvolvimento tradicional. Ser capaz de construir seu próprio aplicativo é um requisito técnico que não está descrito em nenhum currículo, ainda.

Movimento low-code trouxe à tona o termo Citizen Developer

Nos últimos dois anos, a ascensão do movimento low-code começou a mudar o panorama da tecnologia. Se antes a área da TI era a única a criar softwares e aplicativos, o movimento low-code veio para mudar essa realidade. Se você ainda não estudou este assunto, te convido a ler o nosso artigo sobre O que é low-code. Em resumo, os softwares low-code permitem que qualquer profissional possa criar aplicativos sem utilizar ou entender sobre programação.

Hoje, existem várias plataformas no mercado que permitem um profissional que não é da área da tecnologia da informação criar softwares e aplicativos. É oficial que o setor do low-code, inclusive, chama este público de “desenvolvedores cidadãos”, em oposição aos “desenvolvedores profissionais”. 

Os gestores devem incentivar a capacitação e tornar os profissionais “fluentes em tecnologia”

Nós, profissionais, não podemos mais ignorar a força da tecnologia ou afirmar que “não somos fluentes nisso”. Cada vez mais, eles seremos modeladores e até mesmo desenvolvedores dela. Isso significa que as empresas, depois de oferecer recursos e treinamento, devem incentivar e cultivar uma cultura onde profissionais que não sejam de TI possam desenvolver habilidades para contribuir com o desenvolvimento de aplicativos.

Por que o desenvolvimento cidadão (citizen development) é importante?

Em um texto de Cezar Taurion ele diz: “Em 2030, a previsão é que existam 45 milhões de devs no mundo. E será pouco. Como resolver isso? Com a tecnologia low-code…” e por causa da alta demanda de profissionais da TI o desenvolvimento cidadão se tornou tão relevante.

As áreas de tecnologia dentro das empresas estão com o backlog gigante. A alta demanda de desenvolvimento tecnológico e a falta de profissionais no mercado faz com que a necessidade de desenvolvimento pelas áreas não técnicas seja uma necessidade.

Citizen developer na prática: eu posso ser um?

Bom, já trouxemos a definição do termo desenvolvedor cidadão, agora vamos trazer exemplos onde esta característica se enquadra dentro das empresas. Veja só, digamos que você é um gestor e precisa adequar os processos e transformar digitalmente a rotina da sua equipe. Você está precisando da ajuda da equipe da TI para colocar isso em prática, porém o backlog da TI é tão grande que você pegou a senha número 350 da fila. Você ficará frustrado, irá para o Google pesquisar ferramentas prontas. Nessa pesquisa aparecerá algumas ferramentas low-code para transformação de fluxo de trabalho e então você se tornará um citizen developer. Em resumo, você mesmo, de forma independente, desenvolverá um software que traga mais resultado para a empresa..

Para ser um Citizen developer, você só precisa de dois requisitos: 1) Um software low-code 2) força de vontade. Simples. Com esses dois itens em mãos você mesmo colocará energia para criar aplicativos, softwares e soluções que trarão uma série de melhorias e otimizações para a empresa na qual você trabalha.

Todo mundo é um criador. Todo mundo pode criar softwares

Eu fiz um texto com vários exemplos de Citizen developers, vou deixar aqui o link para você ler e se aprofundar: Quem utiliza low-code para criar softwares? Todo mundo é um criador. Todo mundo pode criar softwares

Exemplo de empresas que capacitam os desenvolvedores cidadãos

Uma pesquisa da Mckinsey trouxe um exemplo de uma empresa farmacêutica que aumentou o número de usuários de uma plataforma low-code de 8 para 1.400 em apenas um ano. Pois, os usuários de negócios fora de TI agora estão criando aplicativos. Dentro da mesma pesquisa, identificou-se que as empresas que capacitam os “desenvolvedores cidadãos” dessa maneira têm uma pontuação 33% maior em inovação. Veja a pesquisa completa da Mckinsey aqui.

Aqui na Zeev nós temos vários exemplos de desenvolvedores cidadãos. Na prática, são nossos queridos Zeevers (colaboradores da Zeev) que utilizam nosso próprio software low-code para criar aplicativos que facilitem a rotina de trabalho deles. Trago aqui uma história, um relato, o Case de sucesso da Thyellli: Como eu, que não sou de TI, criei soluções e aplicativos?

A história da Mariana

Eu vou te contar a história da Mariana. Ela vive sobrecarregada, cheia de tarefas, mal tira férias e trabalha mais do que o tempo permitido por dia. A Mariana é Assistente Administrativo e o backoffice geralmente não ganha atenção da TI, pois tarefas que envolvem o cliente sempre passam na frente. Se ela não tem tempo nem para as tarefas dela, imagina para aprender a mexer em software. Impossível.

Essa última frase é um erro. Um erro gigante. Um erro maior ainda se for dita pelo Gestor (ou gestora) da Mariana.

A Mariana não tem tempo porque está imersa em atividades manuais e sem controle nenhum de prazos. Para que a vida dela seja mais tranquila, organizada e eficiente ela precisa primeiro parar e organizar a casa. Mariana precisa entender que a vida sem tecnologia não existe mais. Precisa entender também que e-mails e whatsapp não são ferramentas eficientes no dia a dia do trabalho. Ela precisa buscar no mercado ferramentas que possibilitem que ela mesma otimize o fluxo das tarefas dela. A Mariana precisa entender que existe uma onda de ferramentas low-code e que estas ferramentas trazem independência na criação de software para pessoas que não são da TI. Ela precisa conhecer o termo do Citizen Developer.

Zeev é uma ótima opção para o desenvolvimento de aplicativos por Citizen Developers

Para finalizar, te convido a conhecer o Zeev.  Zeev é um poderoso software low-code que transforma seus fluxogramas em workflows automatizados. Você terá nas suas mãos o superpoder de criar aplicativos e desenvolver soluções de forma rápida. Grandes empresas já utilizam Zeev e entregam o software nas mãos dos Citizen Developers. Conheça você também!

conheça a Zeev

Bruna Amaral Castro

View posts by Bruna Amaral Castro
Meu nome é Bruna Amaral Castro. Sou Engenheira de Produção, formada pela Universidade do Vale do Rio dos Sinos - Unisinos, sou CBPP e auditora de processos formada pelo Instituto de Qualidade Automotiva (IQA). Atualmente também atuo como Delegada Regional da ABPMP (Associação de Profissionais de BPM) do Estado do Rio Grande do Sul. Possuo 10 anos de experiência atuando em melhorias de processos de negócio em empresas de grande porte como: Ferramentas Gedore, AGCO do Brasil, John Deere e DHB Global. Aqui na Zeev sou Business Product Manager apaixonada por BPM, melhoria contínua e pela minha família.

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.