[banner] Gráfico de Pareto

O que é um Diagrama de Pareto? [Com exemplos]

O Diagrama de Pareto é um gráfico que permite que você relacione duas informações: as causas de um problema e a frequência das ocorrências. Vamos lá, este amigo fiel da Gestão da Qualidade, também é conhecido como Pareto 80/20. E o que é esta regra? Basicamente, é uma regra que propõe que 80% dos problemas em uma organização estão associados à 20% das causas. Além disso, se você não conhecia o Diagrama de Pareto, neste post você vai descobrir para o que esta ferramenta serve e como utilizá-la, que tal? Vem comigo!



É filho de quem?

O italiano Vilfredo Pareto introduziu o conceito do princípio de Pareto para teorias econômicas no século XIX, contudo quem difundiu o método e o incorporou às ferramentas da Gestão da Qualidade foi o Joseph Juran. 

Em seus estudos, Juran chegou a conclusão que “80% dos problemas são causados por 20% dos tipos de defeitos”. Sendo este padrão semelhante ao raciocínio do Vilfredo Pareto, que quando desenvolvia um método para descrever a desigualdade da distribuição das riquezas no seu país, concluiu que “80% da riqueza estava concentrada em cerca de 20% da população”.

 

Regra 80 / 20
Regra 80 / 20

 

 

Então, o Diagrama de Pareto é

Uma ferramenta, baseada no princípio de 80/20, que diz que 80% dos problemas de uma organização estão relacionados apenas com 20% das causas. Isso pode ser representado em um Gráfico de Pareto, que contempla as informações que vão ajudar você a identificar e visualizar as ocorrências de problemas e a frequência com que elas ocorrem. Vamos à um exemplo, veja o gráfico abaixo.

 

Exemplo 1: Gráfico de Pareto
Exemplo 1: Gráfico de Pareto

Observe que nas colunas temos os problemas. Veja que eles estão inseridos conforme a quantidade de ocorrências, ok? Até agora observamos a informação das ocorrências dos problemas. Mas você já deve ter visto que temos a informação da porcentagem acumulada da frequência dessas ocorrências, na linha traçada no gráfico. Então, podemos dizer que as duas primeiras colunas,  representam mais de 70% dos problemas. Não se preocupe, abaixo teremos um exemplo completo para você entender melhor.

Quando eu posso utilizá-lo?

Primeiramente, deve-se ter em mente que o Diagrama de Pareto é uma ótima ferramenta para ordenar as causas de um problema e poder identificar quais são os problemas críticos, que causam as maiores perdas. Assim, você saberá quais processos devem ser melhorados. Pensando nisso, você pode utilizar essa ferramenta quando precisar:

  • Identificar quais problemas causam as maiores perdas
  • Identificar a frequência da ocorrência dos problemas
  • Priorizar as causas ou problemas, para tomada de decisão

Vamos criar um Diagrama de Pareto juntos?

1º passo: Colete os Dados

Bom, para começar, vamos coletar os dados que queremos comparar no diagrama. Vamos usar um exemplo simples e fictício. Identificar quais são os problemas críticos de devolução de uma peça utilizada para montagem de um painel de automóvel. O que vamos precisar? 

  • Quais defeitos que causam as devoluções
  • Ocorrência das devoluções por cada defeito (quantidade)

Primeira dica: Já comece seu trabalho em um Excel, vai facilitar sua vida depois. 

A partir da coleta dos dados, criamos uma tabela:

 

Planilha de dados coletados
Planilha de dados coletados

2º passo: Trabalhe nos dados

Segunda dica: ordene os defeitos, por ordem decrescente de ocorrência. 

Agora, vamos transformar estes dados para obtermos as informações que precisamos, ok? Então, precisamos do percentual de ocorrências, o total de ocorrências acumulado, e o percentual de ocorrência acumulado. Feito isso, temos:

 

Planilha de dados coletados
Planilha de dados coletados

3º passo: Faça um gráfico 

Agora, você só precisa apenas criar um gráfico para representar o Diagrama de Pareto. Vou ajudar você. 

Você trabalhou até agora no Excel, não é mesmo? Então, no Excel já existe a opção de criar um gráfico de Pareto. Selecione seus dados e vá na opção de “inserir gráfico recomendado”, busque pela opção “Pareto”.

 

Como criar um gráfico de Pareto no Excel
Como criar um gráfico de Pareto no Excel

 

Após você escolher a opção. Você pode editá-lo do modo que você preferir. Para facilitar sua visualização, lembre-se de colocar os títulos de eixos e rótulos de dados. Veja como ficou o exemplo que construímos juntos:

Exemplo 02: Gráfico de Pareto
Exemplo 02: Gráfico de Pareto

E agora, o que este gráfico representou?

Veja só como a relação ficou visual. Neste exemplo, podemos concluir que aproximadamente 75% dos problemas são originados em duas causas: Peças com dimensões erradas e peças com ranhuras. Então os esforços para minimizar as perdas podem começar por estes dois problemas. 

Vamos fazer uma síntese do que vimos?

Aprendemos que o Diagrama de Pareto está baseado no princípio de 80/20. Ou seja, se você identificar quais são as causas que originam 80% das ocorrências dos problemas, você poderá elaborar um plano de ação para atuar nos problemas certos. 

Em outras palavras, você saberá em que processos atuar. Além disso,  você conseguirá identificar o que é mais importante e colocar prioridade nas suas ações e projetos.  Então, você estará utilizando seus esforços e recursos da melhor forma.

Espero ter ajudado você a tirar todas as suas dúvidas e, principalmente, a construir o Gráfico de Pareto e entendê-lo. Agora é hora de você praticar! E qualquer dúvida pode nos perguntar. 

Até o próximo conteúdo!

Artigos Similares

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

A Zeev coleta, via cookies, dados essenciais para o funcionamento do site e métricas de acesso. Saiba Mais.