Low-code para logística
|

Low-code para logística: o texto que você não pode deixar de ler

Se você é da área da logística, chegou ao texto certo! Ele foi escrito especialmente para você. É um texto sobre low-code na área de logística que não pode deixar de ser lido por nenhum profissional da área. Tenho certeza de que ele irá ampliar os seus horizontes e mostrar um caminho fantástico para melhorar (e muito) a rotina movimentada da logística! Vamos lá?



O dia a dia na logística

Eu posso dizer com propriedade que sei o quanto a rotina nas equipes de logística é agitada e super dinâmica. Por alguns anos eu atuei na área e senti na pele muitos dos desafios que os times de logística enfrentam.

As demandas chegam de todos os lados (todo mundo quer ser atendido com urgência e quer sempre ser a prioridade) e muitas vezes é difícil priorizar e colocar as coisas em ordem. Além disso a troca de e-mails é enorme, muitas atividades importantes são tratadas desta forma. 

E os controles de acompanhamentos geralmente são feitos em planilhas. Ou seja, a facilidade de perdermos alguma informação é grande. Não é mesmo?
Ah e um ponto muito importante de lembrar: quando algum colega sai de férias vem o Deus nos acuda. Quais eram as tarefas dele? O que devemos entregar? Como andam as negociações (que estão TODAS no e-mail pessoal dele)? Para onde temos que ir e o que temos que fazer?

E se não fosse pela logística…

Temos que concordar em uma coisa: o que seria do mundo se não houvesse a logística. Não é mesmo? Eu acho que a grande maioria das pessoas nunca parou para pensar na importância deste ramo para a economia. 

E, por outro lado, temos que dar a devida importância ao bom atendimento e ao bom serviço prestado área também, certo? E pensar nisso é olhar a fundo a produtividade e a organização do dia a dia das equipes. 

Tenho certeza de que por muitas e muitas vezes você já se questionou como poderia quebrar os padrões e mudar a maneira com que se trabalha nesta área. Acertei? 
Então posso dizer à você que eu trago ótimas notícias! É possível eliminar os gargalos, reduzir a troca de e-mails, o controle em planilhas e elevar a sua operação logística para um outro nível.

Conheça o low-code para a logística

Neste momento, você deve estar pensando duas coisas: como low-code pode ser aplicar a logística e como colocar isso tudo na rotina já atribulada desta área. Acertei? Então eu já me adianto com duas boas notícias: 

  • O low-code pode ser utilizado por qualquer pessoa, mesmo sem conhecimento em programação e criação de softwares. E por qualquer área que queira otimizar e melhorar os seus processos. Eu mesma já contei aqui no blog a minha história: como eu que não sou da TI desenvolvi soluções e aplicativos
  • O desenvolvimento de softwares pode se tornar 10 vezes mais rápido com as plataformas low-code, de acordo com Forrester. Isso significa que, também é possível adequar na rotina corrida da logística. 

Para criar seus aplicativos em ferramentas low-code você segue alguns poucos passos e tem a oportunidade de melhorar a sua rotina nas suas mãos. Você mapeia o seu processo já na ferramenta low-code (dentro do modelador de aplicativos), usando ícones de arrastar e soltar. Com isso, você irá desenhar o seu fluxograma, com todos os passos necessários para o seu processo logístico. 

Depois é possível criar formulários, atribuindo prazos e responsabilidades! E, quando você finalizar e salvar o seu aplicativo estará criado. Vamos ver na prática?

O primeiro passo é no modelador de aplicativos

Vou mostrar um exemplo no modelador do Zeev. Nele você vai colocar todo o seu fluxo de atividades, definir os prazos e as responsabilidades.

Já imaginou que maravilha seria o cadastro de transportadores (ou de fornecedores de logística) ser automatizado e não mais por e-mail? Você modela o seu fluxo de atividades de acordo com as necessidades do seu processo e da sua empresa. É totalmente personalizável! 

Cadastro de clientes e fornecedores Zeev low-code
Cadastro de fornecedores de logística Zeev low-code

A pessoa que vai fazer a solicitação do cadastro preenche os dados do formulário e inicia o processo. A partir daí todas as áreas responsáveis recebem as suas atividades, já com os prazos determinados para que elas sejam realizadas. O gestor da área aprova o novo transportador. A área de segurança já valida os documentos e certificados. O financeiro cadastra os dados de conta para pagamento de fretes. E a área de contratos já faz toda a formalização da contratação.

O segundo passo é disponibilizar o aplicativo criado

Depois de criar o seu aplicativo no modelador, você disponibilizará ele para que todos possam utilizar. A partir desta etapa, todos já poderão solicitar o cadastro de um novo transportador ou fornecedor de logística.

Os seus aplicativos ficarão disponíveis todos em um único lugar, facilitando a pesquisa e a utilização de todos os usuários.

Aplicativos da área de logística Zeev

Saiba como o low-code na logística pode mudar a sua rotina de trabalho

Agora que eu já mostrei como é possível criar aplicativos com plataformas low-code, quero mostrar como ele pode mudar a rotina de trabalho da logística. 

Além desse exemplo que eu dei, existem vários outros! Veja só a lista de algumas possibilidades que podem ser executadas e que irão ajudar a mudar a sua rotina de trabalho.

Sugestão de melhoria no processo de Logística
Coleta e transporte de material
Coleta e transporte de material contaminado
Coleta e transporte de material hospitalar
Coleta e transporte de documento sigiloso
Coleta e transporte de material frágil
Coleta e transporte de material explosivo (Classe 1)
Coleta e transporte de material gases comprimidos, liquefeitos, dissolvidos sob pressão ou altamente refrigerados (Classe 2)
Coleta e transporte de material líquido inflamável (Classe 3)
Coleta e transporte de material sólido inflamável (Classe 4)
Coleta e transporte de substâncias oxidantes, peróxidos orgânicos (Classe 5)
Coleta e transporte de substâncias tóxicas venenosas, substâncias infectantes (Classe 6)
Coleta e transporte de material radioativo (Classe 7)
Coleta e transporte de material corrosivo (Classe 8)
Coleta e transporte de substâncias perigosas diversas (Classe 9)
Aprovação de frete aéreo 
Concessão de frete grátis ao cliente
Falta de item no recebimento de carga
Cotação de frete
Embalagem
Lavagem de embalagens
Sucateamento de embalagens
Plano de ação para não atendimento a indicadores de performance
Exemplos de possibilidade de criação de soluções Zeev

Quais os benefícios que terei no meu dia a dia?

Bom, posso adiantar que a sua rotina não será mais a mesma. O low-code traz muitos benefícios para você e para a sua empresa. Veja só alguns deles:

  1. Tarefas mais organizadas, que possibilitam que sejam executadas em menos tempo;
  2. Maior controle de prazos e responsabilidades;
  3. Redução de e-mails;
  4. Fim do controle em planilhas;
  5. Maior clareza nas solicitações;
  6. Redução de retrabalho;
  7. Maior engajamento do time;
  8. Redução de problemas com atividades que envolvam seus fornecedores;
  9. Maior rapidez nas questões financeiras de pagamento de fretes;
  10. Você poderá ver os seus processos logísticos de ponta a ponta;

Existem muitas histórias de sucesso 

Muitas empresas já estão olhando para as plataformas low-code e melhorando as suas rotinas de trabalho. O low-code já é uma realidade e já tem trazido muitos benefícios para quem usa. Nesta matéria da Exame, o Head de Produtos aqui da Zeev, Rafael Bortolini fala uma pouco mais sobre as vantagens do desenvolvimento com low-code.

Ficou interessado em saber mais e começar a usar o low-code agora mesmo?

Então eu convido você a conhecer o Zeev e todas as oportunidades fantásticas que ele irá trazer para a área de logística da sua empresa. Sabemos o quanto essa é uma parte fundamental de todo o processo, por isso, ela merece ser cada vez mais produtiva e eficiente. 

conheça a Zeev

Artigos Similares

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

A Zeev coleta, via cookies, dados essenciais para o funcionamento do site e métricas de acesso. Saiba Mais.