Como o low-code pode ser a solução para área de TI [Guia completo]

Pouco tempo atrás eu escrevi um texto aqui no blog sobre como suprir a escassez de profissionais de TI no mercado. E, nesse texto eu trouxe uma solução sobre como suprir essa escassez de profissionais, que são as tecnologias low-code! Pois bem, hoje eu vim aqui para contar como o low-code pode ser a solução que a área de TI precisa! 

O mercado de desenvolvedores de sistemas

Já sabemos que o mercado de TI está muito aquecido e que a disputa pelos profissionais da área está à todo o vapor, certo? Alguns estudos já apontam que até o ano de 2030 a previsão é que tenhamos no mundo mais de 45 milhões (isso mesmo, milhões) de devs (os desenvolvedores de softwares)! E esse número ainda sim será pouco, dá para acreditar?

Você deve estar se perguntando o porquê de toda essa demanda, não é mesmo? A resposta é uma só: cada vez mais as empresas precisam estar à frente! Ou seja, além de serem incríveis no seu setor, essas empresas precisam também ser incríveis no desenvolvimento de softwares.

Além disso, a aceleração da transformação digital fez com que o mercado profissional também ficasse muito aquecido! E, com isso, umas das atividades mais disputadas nos últimos tempos é a de desenvolvedores de sistemas, os nossos queridos devs. 

O low-code chegou para ajudar

Já faz algum tempo que temos falado sobre low-code e as possibilidades que ele traz, certo? As plataformas low-code vem ganhando cada vez mais força no mercado e a estimativa é que nos próximos 3 anos elas tenham uma fatia de mais de 65% do mercado de desenvolvimento de soluções.  

Por ser uma tecnologia que não exige conhecimentos técnicos em programação e nem em codificação, acabam promovendo a democratização do desenvolvimento de soluções tecnológicas. E muitas das grandes empresas de tecnologia no mundo já tem soluções low-code e investem milhões nelas (Oracle, Microsoft e Mendix são exemplos dessas empresas). 

Além disso, o low-code é aderente à diversos tipos de empresas, podendo ser utilizado de startups à grandes organizações. 

Tá, e afinal de contas o que a área de TI pode ganhar usando o low-code?

Eu também escrevi aqui no blog um texto muito legal sobre os motivos para se optar pela tecnologia low-code. E, nesse texto eu trago um questionamento bastante relevante: o low-code vai substituir os desenvolvedores? A resposta você já deve saber né? Não, de maneira nenhuma! 

Dado isso, o que a área de TI pode ter de benefícios usando o low-code? Está pronto para descobrir? Então vamos lá! 

Velocidade de desenvolvimento e aumento da produtividade

Em primeiro lugar, o desenvolvimento de aplicativos low-code aumenta a produtividade dos desenvolvedores, fazendo com que eles possam entregar mais com menos esforço.

Isso porque existem plataformas low-code chamadas de RAD (Rapid Application Development). Elas são plataformas low-code para devs, ou seja, permitem que eles possam desenvolver as soluções de maneira mais rápida e com menos uso de códigos. 

Independência para as áreas

As plataformas para a criação de aplicações low-code, conhecidas como LCAP (Low-code applications plataforms) fornecem independência para as demais áreas da empresa. Pois, como são acessíveis para não-programadores, elas ajudam a reduzir as cargas de trabalho dos devs. E trazem mais automação, controle e segurança para o processo.

Fazer mais em menos tempo

O low-code é uma solução fantástica para que possamos fazer mais com menos tempo! O que isso quer dizer? Que ele permite que você desenvolva soluções, construa aplicativos e softwares num curto espaço de tempo e com pouca programação de códigos. 

Então, podemos dizer que as plataformas low-code são uma boa solução para que você acelere, simplifique e reduza custos no desenvolvimento de softwares (e soluções) dentro da empresa. 

Foco nas demandas críticas

O low-code permite que a área de TI não tenha a lista de backlog infinita. Sabe porque? Pois as demandas das outras áreas não precisam mais entrar para a lista de atividades de TI. Ou seja, com isso eles ficam liberados para poder focar nas demandas que são mais urgentes e críticas, que exigem conhecimento técnico. 

Uma dica antes de encerrar: as empresas que se destacam

A McKinsey publicou recentemente um estudo que traz dados que consolidam e mostram claramente quais são as empresas que se destacam nos seus setores. São as empresas que tem destaque na velocidade do desenvolvimento dos seus softwares e das suas soluções. 

Essas empresas apresentam grandes diferenças, tanto nos resultados financeiros quanto na velocidade das entregas. Isso quando comparadas a empresas que não dão importância ao assunto.

Ou seja, isso mostra que para a sua empresa se manter competitiva é importante que se invista no desenvolvimento rápido de soluções. 

Espero que tenham gostado, até mais! 

Thyelli Kataguire

View posts by Thyelli Kataguire
Meu nome é Thyelli Kataguire. Sou Engenheira de Produção, formada pela UNISINOS, com pós-graduação em Logística e Distribuição pela Fundação Instituto de Administração - FIA. Atuo na Zeev como Especialista em Projetos Estratégicos e tenho sólidas experiências profissionais na área de logística, tanto no e-commerce quanto na indústria. Já passei por empresas como Dell, Braskem, Privalia e MCassab. Similar a logística, sou apaixonada por movimentação. Tudo o que é dinâmico me motiva. E quando se trata de transformação de processos? Motiva mais ainda!

One Comment

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.