Startup: como escalar a sua?

O termo startup se refere, de forma literal, a uma “empresa emergente”. Nada mais é do que uma empresa que tem como seu principal objetivo desenvolver ou melhorar algum modelo de negócio. Neste artigo, vou falar mais sobre este termo e também vou mostrar uma ótima forma de escalar uma startup. Vamos lá?



O que é uma startup? 

Uma startup é uma empresa jovem que tem como objetivo desenvolver um produto ou serviço único e, eventualmente, introduzi-lo no mercado. Essa modalidade de empresa utiliza a tecnologia para criar serviços ou produtos com alto valor inovador, com baixo custo econômico.

Estes produtos ou serviços podem resolver uma demanda ainda não atendida, com apoio de uma tecnologia mais moderna. Por esse motivo, as startups partem de uma ideia inovadora que visa facilitar a vida das pessoas de alguma forma.

Elas funcionam como qualquer outra empresa, ou seja, um grupo de trabalhadores trabalhando em conjunto para desenvolver um produto que será disponibilizado para o mercado. O que diferencia uma startup de outros negócios é a forma como esse processo é realizado. As startups normalmente começam com um conceito básico de produto, testado e revisado até que esteja pronto para entrar no mercado. Todo esse rápido crescimento por meio da inovação está a serviço do objetivo final de entrar no mercado.

Como surgiram as startups?  

As startups surgiram por volta dos anos 50 no “Vale do Silício”, uma área ao sul de São Francisco (Califórnia). Onde oito engenheiros deixaram seus empregos na Shockley Labs e conseguiram um financiamento para seu projeto. Esses engenheiros que lutaram por sua ideia são considerados os fundadores da primeira startup no mundo. 

Quais as suas principais características:

Startups são empresas baseadas em tecnologia ou com algum componente inovador. Então, esse tipo de negócio busca não apenas ser rentável, mas também quer inovar a forma como os consumidores e o mercado utilizam diferentes produtos e serviços. Algumas das principais características deste tipo de organização são:

  • Não requer grandes investimentos de capital para o seu desenvolvimento;
  • Opera com custos mínimos, geralmente inferiores aos das empresas tradicionais;
  • Obtêm financiamento principalmente de investidores privados;
  • Seu principal objetivo é crescer rapidamente;
  • Estão sempre em constante evolução;
  • A principal ferramenta para se tornar conhecido no mercado é a internet;
  • Buscam simplificar os processos de comercialização ou prestação de serviços.

A importância dos processos em uma startup

Embora as Startups tenham um alto grau de inovação tecnológica, muitas vezes esquecem a importância das operações e dos processos que estão por trás de uma empresa. Por isso, algumas vezes, as startups acabam passando por um processo difícil de olhar para sua organização e entender o impacto que não ter processos estruturados pode trazer.

É necessário, algumas vezes, reconhecer que a parte estratégica que envolve a operação e os processos precisam ser analisadas e dada a devida importância. Pois, assim a startup terá mais chances de sucesso!

Então, é preciso entender que não só a inovação tecnológica é importante! É importante ter os processos bem estruturados e implementados, de acordo com as necessidades daquela startup. Eles podem fazer a diferença e tornar a empresa mais competitiva.

E, atualmente existem inúmeras formas de organizar os processos dentro de uma empresa. Formas que trazem autonomia e velocidade no dia a dia das equipes. Um bom exemplo é o low-code.

Falando em low-code, você sabe o que é? 

Já falamos bastante sobre este tema tão importante aqui no nosso blog. Acredito que você já deva saber do que se trata e quais os benefícios que ele pode trazer para você e para a sua empresa. Mas, caso ainda não conheça o tema, convido você a ler o guia completo sobre low-code que a Bruna escreveu aqui para a gente.

E então, como escalar a sua startup?

Para escalar sua startup, em primeiro lugar é necessário que você comece entendendo a importância de ter processos mapeados e estruturados. Pois isso irá garantir que a sua startup tenha as atividades rodando de maneira organizada, caminhando rumo a sua estratégia de crescimento.

Em segundo lugar é importante saber como fazer para que seus processos se tornem automatizados. Qual a melhor maneira de seguir, dentro da realidade de cada empresa. A minha dica aqui é usar um software low-code que automatize seus fluxos de trabalho sem depender da área de TI. Pois sabemos que aas startup tem times reduzidos e enxutos que, na maioria das vezes, não dispõe de mão de obra técnica especializada para este tipo de função.

Vou deixar algumas dicas de leituras que podem ajudar você nesse processo, veja só:

Hora de começar!

Bom, agora que já conversamos sobre a importância de processos estruturados para escalar a sua startup chegou a hora de colocar a mão na massa. É muito importante que você saiba qual a estratégia e onde você quer chegar e leve isso em consideração durante todo o processo.

Temos um material muito rico que pode ajudar você a começar: o nosso e-book do zero à automatização de processos!

Espero que você tenha gostado! Até breve!

Artigos Similares

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

A Zeev coleta, via cookies, dados essenciais para o funcionamento do site e métricas de acesso. Saiba Mais.