Como diminuir a inadimplência no seu contas a receber?

Tenho certeza de que você já se questionou algumas vezes sobre como diminuir a inadimplência na área de contas a receber da sua empresa. Acertei? Esse é um assunto que tira o sono de muitos gestores financeiros e de muitas empresas também. Pois causa muitos impactos para as organizações. Neste artigo vamos mostrar como podemos diminuir essa inadimplência, vamos lá?



O que é inadimplência?

Podemos dizer que a inadimplência é quando alguma dívida deixa de ser paga dentro do período estipulado para pagamento. Ou seja, é quando alguém ou alguma empresa deixam de cumprir com a obrigação financeira previamente acordada. 

Um descumprimento contratual, que implica em pagamento de taxas e multas. Veja alguns exemplos:

  • Deixar de pagar uma conta;
  • Não pagar uma parcela de empréstimo ou a fatura do cartão de crédito;
  • Atrasar algum título de cobrança;
  • Não pagamento de algum fornecedor ou prestador de serviços;
  • E muitos outros.

Quais os impactos para as empresas?

Os impactos da inadimplência na área de contas a receber são muito ruins, pois eles têm ação direta com o fluxo de caixa da organização, uma vez que o capital de giro é impactado.

Quando a equipe financeira provisiona os recebimentos, alguns desses valores já têm destino certo. E quando, eles não são pagos à empresa no prazo combinado, podem impactar nas operações financeiras deles como um todo. 

De maneira geral a inadimplência no contas a receber pode afetar os resultados à empresa como um todo. E, é por isso que algumas organizações já levam em consideração a taxa de inadimplência para fazer o seu planejamento financeiro.

Como diminuir a inadimplência no seu contas a receber?

Sabemos que diminuir a inadimplência na sua área de contar a receber é fundamental para manter a saúde financeira da sua empresa. Por isso, existem algumas ações que podem ser feitas para que isso aconteça. 

Neste artigo vamos falar mais sobre um dos fatores importantes que precisam ser considerados na hora de diminuir a inadimplência, que são os processos claros e estruturados.

Ter processos claros e estruturados faz uma grande diferença na hora de trabalhar para reduzir a taxa de inadimplência no contas a receber. Sabe porquê? Pois eles funcionam como um norteador de atividades e não se perde o rastreamento de que ponto do processo você está. Veja alguns exemplos: 

Ter controles mais estruturados:

Para tentar reduzir a taxa de inadimplência é importante que existam controles bem estruturados e que eles sejam realizados de forma automática. Não é interessante ter diversas planilhas no sistema, pois as versões podem se perder e as informações passarem.  E, com isso, você deixa de cobrar alguém no tempo correto.

Além disso, não se deve realizar as tratativas por diversos meios de comunicação. É importante que elas sejam centralizadas e que todos os envolvidos da área tenham acesso. Assim, caso alguém precise se afastar do processo, outra pessoa pode seguir sem prejuízos. 

Mapear os seus processos:

Através do mapeamento dos seus processos, você poderá enxergar como as coisas estão sendo realizadas atualmente e realizar melhorias nelas. Desta forma, você poderá começar a eliminar gargalos e fazer com que, de fato, os processos da sua empresa sejam eficientes.  

Implementar processos automatizados:

Na área de cobrança, quando não há padronização de processos, existe uma maior dificuldade em realizar controles do que está sendo processado (principalmente quando existe mais de uma unidade ou filial da empresa).  

 Por isso, automatizar o processo de cobrança de clientes pode ser um grande aliado na redução da taxa de inadimplência. Pois as atividades serão padronizadas e os controles podem ser realizados de forma automática, minimizando a chance de falhas.

 O cliente Dulub, aqui da Zeev, conseguiu reduzir a sua taxa de inadimplência em 77% a partir da automatização do seu processo de cobranças. Este resultado foi fantástico para a empresa!

Case de sucesso: Dulub
Case Dulub

Integração de processos automatizados com o seu ERP:

É possível também ter um processo de cobrança, integrado ao seu ERP, para ajudar na redução da taxa de inadimplência. Este processo pode ser parametrizado para enviar mensagens de cobrança de tempos em tempos para o seu cliente.

E, quando este período acabar, chega uma tarefa para você analisar se o valor que este cliente deve à sua empresa é relevante o suficiente para arcar com as custas judiciais ou se pode ser considerado um valor perdido.  

O importante é sair da inércia e focar em diminuir a inadimplência do seu contas a receber! 

Acredito que você tenha entendido a importância de olhar com carinho para a sua área de contas a receber e entender o que pode ser feito para reduzir as taxas de inadimplência. O primeiro passo para ter sucesso nessa diminuição é começar! 

Seu negócio ficará mais saudável e você terá tranquilidade em saber que as coisas estão andando de maneira automatizada e estruturada.

Antes de finalizar, vou deixar uma dica aqui, caso você queira entender melhor como eliminar as tarefas manuais do seu processo de contas a receber (o que vai ajudar muito na redução da inadimplência), temos um texto ótimo aqui no blog:

Espero que tenham gostado! Até breve. 

Stories

Mais de Low Code

mulher apontando para o assunto do post: a diferença entre low-code e no-code

Low-code e No-code: quais são as principais diferenças e vantagens

Primeiramente, com o crescente desenvolvimento da tecnologia na atualidade, podemos perceber o surgimento de aplicações cada vez mais eficientes. Essas aplicações, além de tornar as atividades de TI mais enxutas, permitem que outras pessoas também utilizem dessas tecnologias. Um exemplo a citar disso são as plataformas Low-Code e No-Code. No entanto, apesar de serem conceitos bastante…

Como eu, que não sou de TI, criei soluções e aplicativos de processos?

Como eu, que não sou de TI, criei soluções e aplicativos de processos?

Recentemente, aqui no blog, a Bruna escreveu um texto fantástico sobre quem utiliza low-code para criar softwares. Esse texto dela fala que todo mundo pode criar um software, que todo mundo é um criador! Então, baseado nisso, eu vim aqui para contar a minha experiência de como utilizar o low-code! Para mostrar que realmente, todo…

Ferramenta BPM: 6 ferramentas para gestão de processos

Ferramenta BPM: 6 ferramentas para gestão de processos

Já sabemos que o BPM (Business Process Management – Gerenciamento de Processos de Negócios) é uma prática mundialmente adotada por organizações, de todos os tamanhos. E muitas ferramentas utilizam tecnologia para pôr isso em prática. Ou seja, utilizam ferramentas que permitem a modelagem dos processos de negócio da empresa. Dito isso, neste post vou compartilhar…

Porque Zeev é low-code

Por que Zeev é low-code?

Este texto é para explicar por que o Zeev é low-code. Vou contar para você isto e trazer também um exemplo de como ele funciona na prática! E como ele pode facilitar a sua rotina de trabalho e a da sua empresa.  O Low-code Sabemos que existem dois tipos de plataformas que vem ganhando cada…

Artigos Similares

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

A Zeev coleta, via cookies, dados essenciais para o funcionamento do site e métricas de acesso. Saiba Mais.

Blockchain: o que é e como funciona essa tecnologia? 5 plataformas Low-Code que vão revolucionar sua empresa